IA vs. Google: o Fim da Pesquisa e do SEO Como os Conhecemos?

20 fevereiro, 2024

  1. A IA promete mudar radicalmente a forma como pesquisamos e anunciamos on-line.
  2. Descubra como os chatbots de IA estão desviando o tráfego dos gigantes da pesquisa.
  3. Estratégias de marketing na era da IA: você está pronto para a mudança?
Un ordenador portátil con la tapa un poco levantada pero sin que se vea la pantalla.

Em uma reviravolta que pode abalar os alicerces de gigantes como o Google e o Bing da Microsoft, um relatório recente do Gartner lança uma bomba: espera-se que o uso diário da tecnologia de IA pelos usuários da Internet cause uma queda de 25% no volume de pesquisa tradicional. O que isso significa? Basicamente, que os mecanismos de pesquisa correm o risco de perder uma fatia considerável do mercado para os chatbots de IA e outros agentes virtuais.

Agora, por que devemos nos preocupar com essa notícia se você não é um player de mídia ou de nicho? Bem, além da novidade tecnológica, é preciso lembrar que os gigantes dos mecanismos de pesquisa são, em essência, gigantes do marketing. Sim, o Google é uma ferramenta de pesquisa fabulosa, mas seu grande negócio é vender anúncios que aproveitam os dados do mecanismo de pesquisa para gerar receita. Esses anúncios não apenas convertem visitas em vendas para as empresas anunciadas, mas também representam uma fonte de receita para outras empresas, especialmente as de mídia. Se a IA revoluciona a pesquisa, isso significa, sem mais nem menos, que ela também revolucionará as práticas de marketing atuais. E, quando as normas de marketing são interrompidas, a maneira como usamos os sistemas on-line para promover os produtos de uma empresa precisa evoluir.

Mas a IA é realmente uma ameaça ao tráfego dos mecanismos de pesquisa? Pense nisso: muitas das consultas que normalmente faríamos no Google, desde coisas básicas como “o que é 200 graus Fahrenheit em Celsius” até perguntas mais complexas, poderiam ser resolvidas por um chatbot. Usar o ChatGPT ou um sistema como o Copilot da Microsoft significa que essas consultas não passariam pelos complicados sistemas de pesquisa do Google.

Como a IA Está Redefinindo o Marketing e a Otimização de Mecanismos de Pesquisa

O papel da IA no marketing já é uma realidade palpável. Os chatbots não apenas possuem habilidades de geração de cópias que impulsionam as relações públicas de pequenas empresas, mas também estão começando a influenciar o próprio processo de marketing. Veja, por exemplo, o sistema de pesquisa semântica com IA da Shopify, que analisa dados de texto e imagem dos produtos de um fabricante e, em seguida, cria termos de pesquisa que melhoram a correspondência com o cliente. Esse é um exemplo claro de como a IA está sendo usada para potencializar os sistemas de marketing baseados em pesquisa existentes.

semantica de pesquisa de shopify
Caixa de pesquisa do Shopify com a pesquisa semântica ativada.

Mas o que realmente coloca a mesa para debate é a capacidade dos chatbots com IA de “roubar” tráfego dos mecanismos de pesquisa. O número de consultas que costumavam ser direcionadas ao Google e que agora podem ser tratadas por um chatbot é significativo. Isso não só muda a maneira como interagimos com as informações on-line, mas também sugere um futuro em que a navegação na Web poderá não ser tão centrada na pesquisa como é agora.

É aí que entra o inovador aplicativo Arc, que, embora use os resultados dos mecanismos de pesquisa para responder às consultas dos usuários, promete fazer o trabalho tedioso de pesquisar na Web para você, selecionando as respostas de maneira mais eficiente. Além disso, os agentes de IA, sistemas capazes de executar uma sequência complexa de tarefas automaticamente, como pesquisar e analisar dados, estão surgindo como outra forma de tecnologia que pode afetar a pesquisa.

O Google não está ficando para trás nessa corrida e lançou sua própria iniciativa de pesquisa com IA, conhecida como Generative Search Experience, com o objetivo de integrar as habilidades de resumo dos sistemas de IA generativa em seu mecanismo de pesquisa tradicional. O objetivo é economizar o tempo dos usuários, evitando que eles tenham que examinar vários dos principais resultados de pesquisa para encontrar a resposta para suas consultas.

No entanto, à medida que o uso da IA se expande e empresas como a Microsoft intensificam seus esforços para incorporar a IA à vida digital de todos, a questão do papel da pesquisa tradicional em relação aos chatbots de IA e tecnologias semelhantes continua em aberto. Em breve, a maneira como pensamos sobre marketing e otimização de mecanismos de busca (SEO) para aumentar o tráfego em nossos sites poderá deixar de ser um fator predominante.

Adaptando-se ao Futuro

Nesse novo cenário, em que a IA promete mudar radicalmente as regras do jogo, é fundamental que os estrategistas de marketing explorem como podem aproveitar os produtos de IA para comercializar seus produtos, juntamente com os sistemas de pesquisa tradicionais. Pensar no futuro e antecipar as mudanças, adaptando nossas estratégias de marketing para incluir tanto os sistemas de pesquisa tradicionais quanto as novas tecnologias de IA, será essencial para manter a relevância e a competitividade.

Com a IA redefinindo não apenas a forma como buscamos informações, mas também como interagimos com o conteúdo on-line, as empresas precisarão ser inovadoras e estar dispostas a experimentar novas formas de alcançar seus públicos. Não é mais suficiente seguir as mesmas velhas táticas de marketing; é hora de inovar e se adaptar ao rumo que a tecnologia e os hábitos dos consumidores estão tomando, ou morrer na invisibilidade.

Deixe o primeiro comentário